MP Sergipe

O promotor de Justiça Manoel Cabral Machado Neto tomou posse no cargo de procurador-geral de Justiça do Ministério Público de Sergipe, nesta segunda-feira, 23. Respeitando as medidas sanitárias, em razão da Pandemia de Covid-19, a solenidade foi virtual e transmitida pelo canal do MPSE no YouTube.

Nomeado pelo governador do Estado, no dia 17, Manoel Cabral Machado assume a chefia da Instituição no biênio 2020/2022. A eleição ocorreu no dia 30 de outubro e contou com a participação de 131 membros do quadro ativo da carreira do MPSE, mediante voto obrigatório, secreto e plurinominal. O novo PGJ obteve o total de 80 votos e ocupou o primeiro lugar na lista tríplice.

Ícaro Novaes / MPSE

O primeiro discurso da solenidade foi da então procuradora-geral de Justiça interina Maria Conceição de Figueiredo Rolemberg, que enalteceu a competência do novo PGJ. “Vossa excelência carrega consigo além do vasto conhecimento intelectual, a sensibilidade, o espírito solidário fraterno e próprio do homem cristão. É culto, correto, afável e polido, já tendo dado mostras vivas do seu compromisso institucional. Vossa excelência tem nossa confiança, nosso respeito e afeto!”, declarou.

O presidente da Associação Sergipana do Ministério Público, o promotor de Justiça João Rodrigues, falou em nome dos membros. “O doutor Manoel Machado é um homem de princípios, de moral ilibada, como já demonstrou ser, e não será difícil cumprir a missão do MPSE. Difícil, na verdade, seria descumpri-la, pois sua história de luta não permitiria. Dispõe da segurança necessária para chefiar a Instituição com a experiência e competência exigida. A Associação Sergipana do Ministério Público estará sempre aberta a colaborar na interlocução entre a classe de Administração Superior, prezando sempre pelo respeito e cordialidade em prol da sociedade”, frisou.

Ao se despedir da Procuradoria-Geral de Justiça, Eduardo Barreto d’Avila Fontes agradeceu a todos e desejou as boas vindas ao novo PGJ. “Agradeço aos colegas que desempenham brilhantemente suas funções, colocando o Ministério Público no patamar mais alto da eficiência. Ao doutor Manoel Cabral Machado, desejo muito sucesso na sua gestão que hora se inicia. Sei que preparo vossa excelência tem e muito. Seja bem-vindo para integrar o Colégio de Procuradores de Justiça do MPSE. Conte comigo e sei que pode contar com todos os colegas”, pontuou.

Já empossado, o procurador-geral de Justiça enalteceu o momento e adiantou como pretende gerir a Instituição. “Essa veste pode ser considerada como uma armadura conferida pela sociedade aos seus fiéis defensores, não lhe cabendo nódoas nem rasuras. Essa beca deve se constituir um tecido único e inconsútil. Quanto a firmeza, este deve ser a tônica do trabalho, com coragem, determinação, independência e imparcialidade, sem jamais afastar a sobriedade. Não há espaço para radicalismo. Será um modelo de governança que estimule integração e desenvolva em todos o salutar e instigante sentimento de pertencimento e participação ativa dos direcionamentos dos caminhos da nossa Instituição”, destacou Manoel Cabral Machado Neto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Colar do Mérito Tobias Barreto

Durante a solenidade, o novo PGJ recebeu das mãos da corregedora-geral Conceição Rolemberg o Colar do Mérito Tobias Barreto, conferido através do ato nº 04/89 do Colégio de Procuradores de Justiça. A comenda foi instituída com o fim de distinguir personalidades ou instituições que, por seus méritos e por suas ações, tenham se destacado no estado ou nacionalmente, contribuindo para o aperfeiçoamento e engrandecimento do Ministério Público sergipano.

Presenças virtuais

A mesa de honra virtual foi composta: pelos procuradores de Justiça Moacyr Soares da Motta, José Carlos de Oliveira Filho, Maria Cristina da Gama e Silva Foz Mendonça, Rodomarques Nascimento, Luiz Valter Ribeiro Rosário; Josenias França do Nascimento, Ana Christina Souza Brandi, Celso Luis Dória Leó, Carlos Augusto Alcântara Machado, Ernesto Anízio Azevedo Melo, Jorge Murilo Seixas de Santana, Paulo Lima de Santana e Eduardo Barreto Dávila Fontes; representando o governador, o procurador-geral do Estado, Vinícius Oliveira; pelo presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe, desembargador Osório de Araújo Ramos Filho; pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe (Alese), deputado estadual Luciano Bispo; e pelo promotor de Justiça e presidente a Associação Sergipana do Ministério Público (ASMP), João Rodrigues Neto.

Breve biografia do PGJ

Manoel Cabral Machado Neto tem 43 anos, é sergipano e atua como promotor de Justiça há 17 anos. Atuou nos municípios de Cedro de São João, Lagarto e Nossa Senhora do Socorro. Foi assessor da Procuradoria-Geral de Justiça, chefe de Gabinete, secretário-geral do MPSE e atualmente estava na 9ª Promotoria de Justiça dos Direitos do Cidadão especializada na Saúde, na capital. Foi servidor do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe (TJSE) entre 1996 e 2003.

Agradecimentos

O Ministério Público de Sergipe agradece a todos que acompanharam a transmissão da solenidade por meio do canal institucional no YouTube: membros e servidores da casa, familiares do empossado, membros e servidores do Poder Judiciário, do Tribunal de Contas do Estado, defensores públicos, advogados, procuradores de autarquias e fundações, representantes de associações e entidades de classe, demais autoridades civis, militares e eclesiásticas, e toda a imprensa sergipana.


O vídeo da transmissão está disponível abaixo: