NE Notícias

Divulgação

O governo decidiu vender ações do Banese a partir de 2020.

Com sócios – futuros acionistas -, o banco passará por mudanças na sua governança.

Em momento algum, aparecerão oficialmente nomes como privatização, venda.

Mas NE Notícias não tem dúvida: trata-se de privatização mascarada, disfarçada, sob a alegação de que é preciso modernizar o banco para que tenha melhores condições de enfrentar as mudanças proporcionadas pela tecnologia.

A Assembleia Legislativa recebeu ontem pedido de convocação do presidente do Banese, Fernando Mota, para que seja sabatinado pelos deputados e esclareça a decisão de vender ações.