Senadora Maria do Carmo

Ameaça I

Ao votar favorável no chamado PL da Fake News, a senadora Maria do Carmo Alves disse que o fez com muita tranquilidade por considerar que a desinformação ou a informação maldosa e agressiva, que macula imagem, gera desassossego e destroi reputação, representam uma ameaça à democracia. No seu entender, as pessoas não podem continuar se escondendo em perfis falsos para cometer crimes contra a honra e a moral de quem quer que seja. De igual modo, não deve prevalecer o instituto da “notícia” irresponsável que leva milhões de brasileiros bem intencionados a sofrerem sérios danos.

Marcos Oliveira / Agência Senado

Ameaça II

A senadora Maria do Carmo citou levantamento feito pela Avaaz, plataforma de mobilização online, segundo o qual os brasileiros são os que mais acreditam em Fake News. Os dados apontam que sete em cada dez brasileiros se informam pelas mídias sociais e 62% já acreditaram em alguma notícia falsa.  As mulheres, segundo o estudo, são as principais vítimas na disseminação de informações e notícias falsas nas redes sociais, e As informações foram apresentadas recentemente, durante audiência pública na Comissão de Defesa da Mulher da Câmara dos Deputados, que reuniu especialistas sobre o assunto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Disciplina

Na avaliação da senadora por Sergipe, ao contrário do que alguns setores apregoam, a proposta do senador Alessandro Vieira, já aprovada no Senado e que está sob análise da Câmara dos Deputados, visa disciplinar o uso e a difusão de conteúdo na internet, utilizada por muitos como “terra sem lei”, onde sem rosto e sem nome, viralizam notícias mentirosas, induzindo milhões de pessoas a consumirem conteúdos falsos, comprometendo o pleno exercício da democracia, ao atacar de forma sorrateira o direito de acesso à informação qualificada e responsável.