Petrobras

A contratação de uma Unidade Flutuante de Produção, Armazenamento e Transferência (FPSO) para operacionalização do projeto Sergipe Águas Profundas deve ocorrer ainda em 2021, segundo informação divulgada pela Petrobras nesta quinta-feira (25). O anúncio foi feito durante evento online realizado pela estatal para apresentação de projetos e balanço de atividades a acionistas, autoridades e técnicos.

Na abertura dos trabalhos, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, apresentou um apanhado sobre as intenções da empresa para o período 2021-2025. “Temos riquezas e recursos vastos para explorar e estamos trabalhando em inovações tecnológicas, algumas em estágio avançado, para ter a possibilidade de acessar campos que possuem alta concentração e reduzir significativamente os custos de perfuração e completação. Estamos atuando em todas as áreas, e o plano estratégico para os próximos anos prevê a entrada em operação de 13 novos FPSOs”, destacou.

O diretor executivo de Desenvolvimento da Produção da Petrobras, Rudimar Andreis Lorenzatto, frisou o compromisso já estabelecido pela empresa em relação aos projetos em território sergipano. “Tivemos recentemente a aprovação do projeto conceitual do módulo 1 do Sergipe Águas profundas, e devemos iniciar a contratação deste novo FPSO ainda este ano”, ressaltou o diretor.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Governo

A exploração das reservas de petróleo e gás em águas profundas do litoral sergipano com investimento estimado em US$ 2 bilhões foi um dos projetos confirmados pela Petrobras na apresentação de seu Plano Estratégico 2021-2025, conforme divulgado em dezembro de 2020. A manutenção do projeto Sergipe Águas Profundas foi fruto das ações do Governo de Sergipe, que vem mantendo estreito diálogo com a estatal.

O Governo do Estado atuou ativamente no processo de reversão de uma possível retirada das áreas sergipanas da pauta de investimentos da Petrobras, mantendo contato ainda com o Ministério de Minas e Energia (MME) e com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O governador Belivaldo Chagas também requereu audiência com o presidente da república, Jair Bolsonaro, expondo a relevância do projeto para a consolidação do Programa Novo Mercado do Gás.

“A confirmação da Petrobras sobre a contratação da FPSO é mais um passo em direção à concretização do projeto Sergipe Águas Profundas. É um anúncio que comprova que nosso esforço, no sentido de construir um ambiente favorável, política e economicamente, para novos investimentos, vem se mostrando eficaz e frutífero. Vamos continuar trabalhando nesse sentido, discutindo, por exemplo, nosso plano tributário para o setor de óleo e gás”, salientou o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia, José Augusto Carvalho,  ressaltando que na sexta-feira (26), está prevista uma reunião entre Governo de Sergipe e a estatal, com foco nos projetos para o Estado.