SSP Sergipe

O número de homicídios registrados em Itabaiana vem apresentando constantes quedas desde 2016. Os dados da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), da SSP, mostram que, no primeiro semestre de 2020 em comparação com o daquele ano, houve uma retração de 50% na incidência desse tipo de crime na cidade serrana.

O resultado positivo é fruto do trabalho integrado entre o 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM) e a Delegacia Regional de Itabaiana. Segundo o levantamento feito pela CEACrim, enquanto que, nos primeiros seis meses de 2016 foram registrados 52 homicídios na cidade, no primeiro semestre deste ano o número foi de 26 vidas perdidas em investidas criminosas desse tipo penal. 

Delegado Hilton Duarte

Daquele ano até 2020, foram verificadas constantes reduções. Entre os seis primeiros meses deste ano e de 2017, a queda foi de 39,5%. Se comparada a primeira metade de 2020 com a de 2018, essa retração foi de 36,6%. Na mesma trajetória, entre 2020 e 2019 foi constatada redução de 29,7% na incidência de homicídios na cidade.

O trabalho de redução de homicídios passa pelo combate a outras ações criminosas, conforme explicou o delegado Hilton Duarte. “Atacamos os principais personagens, os principais criminosos dessa prática. Ao mesmo tempo, na pasta de narcóticos, fizemos grandes apreensões de drogas, e isso repercutiu no menor número de homicídios”, ressaltou.

Hilton Duarte deixa a Delegacia Regional de Itabaiana, mas o foco na redução dos homicídios e de outras práticas criminosas continua. “É chegado um momento de despedida. Cheguei aqui em agosto de 2018, vindo de Lagarto, depois de quatro anos lá na regional, com a missão de reduzir o número de homicídios. O trabalho foi difícil, foi árduo, mas gratificante. Em 2020, Itabaiana tem a maior redução de homicídios do estado”, enfatizou.

As mudanças não impactarão no trabalho policial que vem dando resultados positivos na segurança pública da cidade. “Deixamos a delegacia com uma nova composição, mas o espírito é o mesmo, o combate aos criminosos vai ser o mesmo. O delegado Tarcísio Tenório assume a regional no meu lugar. Ele continua nessa mesma toada. O delegado substituto Khertton Rafael de Queiroz, assumirá a pasta de narcóticos”, detalhou. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Planejamento e ação

O delegado Tarcísio Tenório, titular da divisão de homicídios da Delegacia Regional de Itabaiana, irá assumir como delegado regional. Ele destacou que o resultado obtido é fruto da intensificação dos trabalhos ostensivos, investigativos e também a realização de várias operações policiais no município.

Dentre essas ações, está a deflagrada em conjunto entre as polícias, no último dia 20 de junho, para o cumprimento de mandados de busca e apreensão relacionados às investigações de tráfico de drogas e de homicídios, que resultou na prisão de seis suspeitos. Tarcísio Tenório reforçou também que as operações de todas as divisões da Delegacia Regional de Itabaiana – Narcóticos, Roubos e Furtos e Homicídios – estão sendo fundamentais para a redução dos números de homicídios na cidade.

“Nos últimos meses, as equipes vêm realizando operações de repressão a homicídios, tráfico de drogas e roubos, tirando de circulação indivíduos suspeitos, e apreendendo armas de fogo e drogas”, explicou o delegado.

O coronel Sidney Barbosa, comandante do 3° BPM, apresentou as diretrizes que vêm sendo adotadas pela unidade para o combate à criminalidade. “Nossa primeira providência foi fazer o mapeamento dos crimes de homicídios que ocorreram nos anos anteriores e, de posse dessas informações detalhadas, montamos estratégias para combate específico ao crime de homicídio”, citou.

“Montamos duas estratégias primordiais. A primeira foi posicionar nossas equipes nos locais e horários onde a estatística criminal indicava a possibilidade de ocorrer os homicídios. A segunda foi a integração com as equipes da Polícia Civil da Regional de Itabaiana. A partir disso, conseguimos identificar indivíduos que cometiam homicídios e várias operações foram montadas para que esses suspeitos fossem presos”, complementou o coronel.

O delegado concluiu citando que o trabalho policial continua para reduzir cada vez mais o número de vidas perdidas. “O fenômeno da violência é bastante complexo. Vários fatores influenciam no aumento ou redução da criminalidade, mas temos a convicção, com base em dados objetivos e estatísticos, que o trabalho de repressão ao crimes em Itabaiana, especialmente o combate a homicídios e tráfico de drogas, tem surtido efeito, contribuindo para essa expressiva redução”, finalizou.