MPF Sergipe

O Ministério Público de Sergipe, por meio da Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor, ajuizou Ações Civis Públicas, para que as Instituições de Ensino Privadas Maple Bear e Colégio do Salvador disponibilizem aos pais de alunos, alunos e/ou responsáveis financeiros, no prazo de 48 horas, e em cumprimento ao dever de transparência, a planilha apresentada 45 dias antes do ato de matrícula, que serviu de base para definição da anuidade escolar 2020. 

O MP havia firmado Ajuste durante audiência extrajudicial virtual com a Federação dos Estabelecimentos Particulares de Ensino (FENEN) e com o Conselho Estadual de Educação (CEE) e pactuado uma série de itens, entre eles a apresentação das planilhas e a necessidade de revisão de contratos na hipótese de extensão da suspensão das aulas presenciais por causa da pandemia de Covid-19.

Colégio Salvador / Divulgação

O MP também requer que as instituições apresentem o demonstrativo de variação de custos a título de pessoal e de custeio, dos meses vencidos do ano de 2020 e o planejamento atual de despesas, considerando a modificação do processo didático-pedagógico, em face da reposição das aulas, para o ensino fundamental e médio, pela modalidade não presencial, diante da necessidade de revisão dos contratos, com incidência necessária de descontos no valor das mensalidades previstas nos contratos, em percentual não inferior à 20%, a partir do mês deste mês de junho/2020, até o mês em que as atividades de ensino contratadas voltem a ser prestadas presencialmente.

A Promotoria de Defesa dos Direitos do Consumidor da Capital tomou conhecimento, através de representações formuladas por pais de alunos e responsáveis financeiros por contratos, de problemas relacionados à ausência de transparência dos estabelecimentos de ensino Maple Bear e Colégio do Salvador e a não comunicação ou diálogo com os pais para apresentação de descontos na anuidade escolar e outros ajustes importantes para manutenção do contrato, em razão da pandemia da Covid-19. 

Na ACP, o MP requer que as escolas privadas em questão revisem todos os contratos de prestação de serviços educacionaisreferentes aos Ensinos Infantil, Fundamental e Médio, para que seja determinado o abatimento proporcional na anuidade escolar, com reflexo nas mensalidades contratadas, e seja restaurado o equilíbrio necessário. E também para que as escolas disponibilizem o planejamento pedagógico, com reestruturação do calendário escolar para o ano de 2020, assegurando o estabelecido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN) e normas vigentes, inclusive garantindo a carga horária por meio de reposição de aula, preferencialmente, na forma presencial, com divulgação do calendário estruturado, notadamente no site empresa, redes sociais e canais de comunicação normalmente utilizado pela escola.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Também foi requerida pelo MP a obrigação de observar, no método não presencial, aplicado aos alunos do Ensino Fundamental e Médio, a realidade socioeconômica e educacional de seus alunos, de modo que as práticas pedagógicas não excluam os estudantes do acesso ao conhecimento, especialmente aqueles com deficiência e com dificuldades de acesso aos recursos tecnológicos necessários; e a obrigação de suspender, imediatamente, a cobrança das atividades extracurriculares e valores correspondentes ao ensino integral, enquanto durar a paralisação dos serviços educacionais presenciais, com posterior pagamento proporcional pelos dias de execução do serviço ou, na hipótese de inexistência de contrato acessório, apresentar os valores específicos correspondentes, inseridos no valor da anuidade escolar, para abatimento proporcional, e ainda fixar a obrigação de restituição de valores já pagos por serviços não prestados.

O MP pontuou nas Ações que por causa da pandemia, além da redução real da renda dos consumidores, há um aumento do gasto normal, de forma significativa, fruto da permanência física em casa, em adesão ao isolamento social, em regime de trabalho remoto (home office), aumentando os custos com energia elétrica, água, internet, alimentação e outros itens.

Clique abaixo e confira as ações na íntegra:

ACP Colégio do Salvador

ACP Maple Bear