JAÊ Comunicação

A FAMBRAS Halal – primeira certificadora Halal do Brasil – em parceria com a Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, promoverá um evento inédito sobre o mercado Halal e suas oportunidades: o Global Halal Business Forum, que acontecerá em São Paulo, entre os dias 6 e 8 de dezembro.

Global Halal Brazil 2021

São chamados Halal todos os produtos permitidos para o consumo dos muçulmanos com base na religião islâmica. São produtos que, em seu processo produtivo, não contêm matérias-primas que colocam em risco a saúde e o bem-estar das pessoas e tampouco prejudicam o meio ambiente ou se utilizam de mão de obra inadequada no processo fabril, entre outras características. “É um estilo de vida que, em todo mundo, vêm despertando o interesse não só dos 1,9 bilhão de muçulmanos, mas de todos os que se preocupam com o que consomem em todos os sentidos”, diz Mohamed Zoghbi, presidente da FAMBRAS Halal.

O mercado Halal movimenta cifras vultosas: US$ 4,88 trilhões por ano, segundo o State of the Global Islamic Economy Report 2020/21. O Brasil é um dos principais fornecedores de produtos Halal do mundo. O principal produto exportado pelo país é o frango Halal – o Brasil ocupa o topo do ranking de exportadores deste item em especial. De acordo com a ABPA, Associação Brasileira de Proteína Animal, 40% do frango exportado pelo Brasil é Halal. 

“A FAMBRAS Halal se orgulha muito de ter aberto o mercado Halal para o Brasil há 42 anos. Entendemos que é nossa missão mostrar aos empresários brasileiros o potencial deste mercado e como existe demanda por produtos de qualidade. Daí veio o interesse de promover o fórum”, explica Zoghbi.

De acordo com o presidente, engana-se quem pensa que há espaço apenas para o produto alimentício pronto para consumo. Observamos oportunidades em toda a cadeia fornecedora – fazendas de criação de animais e plantações, indústrias de materiais de embalagem, produtos de limpeza, lubrificantes de grau alimentício e até mesmo empresas de armazenamento e transporte de produtos Halal”. Zoghbi completa: “Há muita procura por fármacos e medicamentos. O turismo e as finanças Halal também já despontam como nichos inexplorados, mas com forte demanda”.

— CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE —

Por mais credibilidade, certificadora investe em sistema – Para trazer ainda mais credibilidade e confiabilidade aos produtos Halal brasileiros, a FAMBRAS Halal desenvolveu um sistema inovador, o Sys Halal.

 “O Sys Halal pode ser acessado em qualquer dispositivo com acesso à internet – computadores, tablets ou smartphones. É composto por três módulos: Certificação, Gestão e Controladoria e Rastreabilidade de Produtos – este último, uma facilidade especialmente para acreditadoras e consumidores finais. Eles poderão fazer a leitura do QR Code de um produto com certificação Halal e, desta forma, ter acesso às informações sobre o item em todas as fases produtivas – além de verificar a autenticidade do certificado Halal”, explica Mohamed Zoghbi.

O sistema não vem beneficiando apenas as empresas – cujos produtos passaram a ter mais valor no mercado mundial – ou os consumidores finais, que sabem exatamente o que estão consumindo, com total transparência e segurança. “Ganha todo o sistema brasileiro, que contará com mais confiança das acreditadoras e consumidores de todo mundo – o que fortalecerá a economia nacional e fomentará a geração de empregos”, destaca.

Sobre a FAMBRAS e FAMBRAS Halal

Fundada em 1979, a Federação das Associações Muçulmanas do Brasil – FAMBRAS é uma referência em se tratando do Islam no Brasil – uma religião que conta com 1,9 bilhão de fiéis no mundo de acordo com dados do Instituto Pew Research Center.

A FAMBRAS atua nos âmbitos religioso, social, cultural, econômico e diplomático por meio de projetos educacionais, culturais e assistenciais – tanto em benefício dos muçulmanos como de pessoas em situação de vulnerabilidade social. Outra missão é combater o preconceito aos muçulmanos por meio da informação.

O trabalho da Federação conta com o apoio da FAMBRAS Halal – a primeira instituição certificadora Halal do Brasil, em operação desde 1979. A certificadora é líder de mercado e realiza auditorias, abate, inspeção, supervisão de produtos e implantação do Sistema de Garantia Halal junto a indústrias e frigoríficos interessados em comercializar seus produtos especialmente para os países islâmicos.  Trata-se de um mercado crescente que, com base no Relatório do Estado da Economia Islâmica Global 2020/21, aponta que os gastos muçulmanos devem chegar a US$ 2,4 trilhões até 2024.