NE Notícias

Uma sentença da 2ª Vara Cível da Comarca de Lagarto cassou por 5 anos os direitos políticos do deputado federal Gustinho Ribeiro, esposo da prefeita do município, Hilda Ribeiro. Ele foi condenado por desviar R$ 300 mil de verbas de subvenção quando ainda era deputado estadual. O documento foi assinado no último dia 19 de junho.

Assessoria Parlamentar

De acordo com a sentença, o Ministério Público ingressou com ação alegando que Gustinho Ribeiro, sua tia Acácia Ribeiro e a Associação Beneficente Sócio Cultural Acácia Ribeiro “participaram de um esquema de desvio das verbas de subvenção provenientes da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe, no montante de R$ 300 mil”.

O documento explica que Gustinho repassou a verba pública para a associação da família, que realizou pagamentos para uma empresa fantasma, segundo consta na sentença. Além do mais, o dinheiro foi usado para benefício do próprio Gustinho, como afirma o trecho abaixo. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“A motivação política e de promoção pessoal é embasada, por exemplo, pela contratação do Portal Badalando Eirele ME, no valor de R$ 58.873,50, para divulgação nas mídias sociais do seu trabalho, a fim de arregimentar eleitores e apoiadores ao seu reduto eleitoral.”

Além da suspensão dos direitos políticos de Gustinho Ribeiro e pagamento de multa, Acácia Ribeiro também teve seus direitos políticos suspensos com pagamento de multa de R$ 50 mil e a associação que leva seu nome pagará multa no mesmo valor e não poderá contratar com o poder público por 5 anos. O dano terá que ser ressarcido aos cofres públicos.

Confira o documento: