NE Notícias

Pretensos candidatos a governador: Ulices Andrade (conselheiro do Tribunal de Contas), Laércio Oliveira (PP), Fábio Mitidieri (PSD), Rogério Carvalho (PT) e Edvaldo Nogueira (PDT).

Além deles, especula-se sobre o nome do senador Alessandro Vieira (Cidadania).

Um outro nome surge nas discussões: Valmir de Francisquinho(PL).

TSE / Reprodução

Em entrevista ao jornalista Jozailto Lima, Valmir, ex-prefeito de Itabaiana, não esconde sua pretensão:

Tranquilamente, me acho capaz de fazer extensivamente a todo o Estado de Sergipe o que fiz por Itabaiana em duas gestões. O que falta? Aceitação popular. Espero fazer um levantamento de pesquisa e ver que a população está nos aceitando como esse futuro governador transformador – e pesquisas quando são feitas com seriedade, seus números batem certos. Espero que no nosso caso seja assim.

Eu comecei como líder estudantil e nunca perdi uma eleição. Estou acostumado a ir para vencer. Tenho o sangue bom, e vamos embora. Como candidato a prefeito, venci em 2012 as eleições contra um candidato que se dizia imbatível, que era Luciano Bispo, e o venci com 3.800 de diferença, vindo da condição de vereador.

— CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE —

Em 2014, na eleição estadual, todos os candidatos ligados a nós tiveram mais votos do que nossos opositores. Em 2016, cheguei a ser o prefeito reeleito com a maior diferença de votos de um candidato pro outro, com quase 18 mil de frente – veja que Edvaldo Nogueira ganha para Valadares Filho em Aracaju, que tem um mundão de voto como capital, com 10 mil votos de frente, e eu com os quase 18 mil. E em 2020 fiz o meu sucessor folgadamente.

Isso é prova inequívoca de que as pessoas estão extremamente satisfeitas com nosso modelo de administrar, que é um modelo de respeito, de seriedade e prestação de bom serviço público. Não tem segredo. É só isso que esperam de nós. Por isso que já estou em pré-campanha, já me anunciando pelos povoados de Itabaiana pré-candidato ao Governo de Sergipe e há grande possibilidade de que dispute o mandato de governador.

Valmir de Francisquinho