AGÊNCIA NORDESTE – Trinta parlamentares do Nordeste estão entre os mais influentes do Congresso Nacional. É o que revela a publicação “Os Cabeças do Diap”, realizada pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), divulgada hoje. A bancada de Pernambuco tem o maior número de parlamentares que comandam o processo decisório no dia-a-dia do Poder Legislativo. São nove deputados e dois senadores – Marco Maciel (PFL) e Sérgio Guerra (PSDB). Os estados com menos representantes entre os parlamentares com poder dentro do Congresso são: Paraíba, Piauí e Sergipe. Na lista do Diap aparece apenas um nome de cada estado.

 

A publicação é editada desde 1994. De acordo com o coordenador dos trabalhos, Antonio Augusto Queiroz, são analisadas a forma como os parlamentares debatem, articulam e legislam na Câmara e no Senado, além da influência que exercem nos companheiros de partido e até nos adversários. “Não basta fazer de tudo para aparecer. É necessário mostrar para que veio. Há situações em que o parlamentar tem ampla exposição, mas não produz nada”, ressaltou Queiroz. Nos últimos dez anos, apenas 13 parlamentares apareceram em todos os levantamentos.

 

Da Região Nordeste figuram na lista dois pefelistas: os deputados Inocêncio Oliveira (PE), que hoje ocupa a primeira vice-presidência da Câmara, e Ney Lopes (RN), atualmente presidente do Parlamento Latino Americano (Parlatino), que reúne deputados e senadores da América Latina. Eles aparecem ao lado de políticos como o presidente do Congresso, José Sarney (PMDB-AP), o ministro da Articulação Política, Aldo Rebelo, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP), entre outros.

 

O ministro é deputado federal, mas está licenciado. De um total de 14, são seis os nordestinos que, pela primeira vez, aparecem na lista dos parlamentares mais influentes do Diap. Novamente, Pernambuco tem o maior número de estreantes: os deputados José Múcio Monteiro, líder do PTB; Maurício Rands (PT), presidente da Comissão de Constituição e Justiça e Renildo Calheiros, líder do PCdoB.  Nos outros cinco estados apenas um novo parlamentar conseguiu entrar no grupo. Nos demais são os mesmos que já figuraram em listas passadas. O Diap também identificou os políticos que estão em ascensão e que, a se manter a trajetória ascendente, poderão futuramente ingressar na elite parlamentar. Ao todo são cinqüenta parlamentares.

 

Da bancada nordestina foram incluídos na lista oito deputados e cinco senadores. Os deputados são: Alice Portugal (PCdoB-BA),  Coubert Martins (PPS-BA), Givaldo Carimbão (PSB-AL), Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), João Fontes (SOL-SE), Moroni Togan (PFL-CE), Sarney Filho (PFL-MA) e Sebastião Madeira  (PSDB-MA). Os senadores do Nordeste que estão em ascensão, segundo o Diap, são: Edison Lobão (PFL-MA), Garibaldi Alves (PMDB-RN), José Jorge (PFL-PE), Patrícia Gomes (PPS-CE) e Roseana Sarney (PFL-MA).