Aracaju, 15 de Novembro de 2018
Sergipe: Fundeb 2019: Orçamento revela perspectiva de queda do Fundo da Educação


O projeto de Lei Orçamentária para o Exercício de 2019, estimando a Receita e fixando a Despesa, de autoria do Poder Executivo, que já tramita na Assembleia Legislativa, traz uma perspectiva de redução sobre o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) se comparado com o exercício atual.

A proposta deverá ser apreciada e votada, nas Comissões Temáticas e no plenário da Casa até meados do mês de dezembro. Contrariando a linha de queda do Fundeb, analisando a Lei Orçamentária detalhadamente, podemos verificar cenários evolutivos de outras receitas, como o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e o FPE (Fundo de Participação dos Estados).

No caso do Fundeb a previsão para 2019 é de R$ 675 milhões, R$ 14,7 milhões a menos do que o montante de 2018. Comparando com os exercícios anteriores, a projeção feita para 2016, por exemplo, foi de R$ 610,4 milhões; no ano seguinte houve uma pequena queda para R$ 607,5 milhões. Em 2018 o cenário foi de uma evolução considerável para R$ 689,7 milhões.

Piso do Magistério

Está na Constituição Federal que 25% da arrecadação estadual deve ser investida em Educação e, quando esse montante não é suficiente, pode-se solicitar um complemento do Fundeb. Esse fundo é composto majoritariamente por recursos estaduais e 60% dele tem de ser usado para o pagamento de salário de professores. Se, mesmo com o repasse, não for possível atingir o piso nacional obrigatório da categoria, o Estado pode solicitar a complementação do valor à União.

O percentual do reajuste é atribuído com base na variação do valor mínimo que deve ser investido por alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental de escolas urbanas, definido anualmente pelo Fundeb. Esse cálculo é feito a partir do número de matrículas registradas pelo Censo Escolar e pela receita estimada da União e dos estados.

O que é o Fundeb?

O Fundeb é um fundo contábil, de âmbito estadual. Ele é uma evolução do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef), de 1996, que contemplava apenas o ensino fundamental e, por isso, tinha uma vinculação de impostos menor. Com a emenda constitucional número 53, de 2006, o Fundeb substituiu o Fundef e passou a atender toda a educação básica.

De acordo com o artigo 212 da Constituição Federal, a aplicação de recursos na educação básica é responsabilidade dos estados, municípios e Distrito Federal, com apoio suplementar da União. O Fundeb foi criado para reduzir formas variadas de desigualdades educacionais entre os entes federativos e entre as etapas da educação básica, além de prever um maior investimento federal no setor.

Saiba mais
Manifeste
Comunicar erro
Utilize este espaço para comunicar erros encontrados
nas matérias publicadas pelo NE Notícias.


limite de caracteres:
Enviar




limite de caracteres:
Fale com o NE
Este é o seu contato direto com o NE. Preencha o
formulário e envie o seu recado.


digite o código abaixo e clique em enviar
    
NE no Facebook      NE no Facebook
NE no Twitter      NE no Twitter
Desenvolvimento: Goweb Tecnologia
Projeto Gráfico NE Notícias - Leia hoje as notícias de amanhã Todos os direitos reservados